Modernidade Móveis

Clássicos, Modernos e Contemporâneos

Móveis com Design Brasileiro

28 de outubro de 2010 | Categoria: Oscar Niemeyer · Projetos · Video| 1 Comentário

A marca do móvel moderno no Brasil tem a madeira como sua principal sintaxe radiadora de formas e técnicas construtivas. Esta qualidade procede principalmentepela abundância de espécies no território. Hoje vamos destacar três grandes nomes da arquitetura e designer de mobiliário nacional. São eles Lúcio Costa, Oscar Niemeyer e Sérgio Rodrigues.

Lúcio Costa, é conhecido mundialmente pelo Projeto Piloto de Brasília. No concurso, concorrendo com grandes empresas internacionais, que apresentaram projetos coloridos de alto efeito, Lúcio entregou à Comissão Julgadora apenas um rabisco a lápis, feito displicentemente sobre o papel, dando à cidade a aparência de um avião, com asa norte, asa sul, cabine e corpo. O projeto encantou os grandes arquitetos internacionais que formavam a comissão e levou o prêmio vencedor.

O Prédio do Ministério da Educação, construído entre 1936 e 1945, foi a grande vitrine de Lúcio Costa. Com a orientação do arquiteto francês Le Corbusier, de quem Lúcio Costa era grande admirador, o edifício teve a decoração interna a cargo de Portinari e seus discípulos, com a participação de artistas do Grupo Santa Helena na parte dos azulejos. Por indicação de Rodrigo Melo Franco de Andrade, foi nomeado para dirigir a Escola Nacional de Belas Artes, o jovem arquiteto Lúcio Costa, com a missão de renovar o ensino das artes plásticas e implantar um curso de arquitetura moderna.
Entre os alunos da renovada escola de arquitetura estava o jovem Oscar Niemeyer.

O "Avião" de Lúcio Costa. À esquerda imagem do desenho original entregue por Lúcio Costa a banca julgadora. À direita vista atual da cidade de Brasília.

Para conhecer todos os projetos de Lúcio Costa, acesse o Wikipedia.

Oscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares Filho (Rio de Janeiro, 15 de dezembro de 1907) é um arquiteto brasileiro, considerado um dos nomes mais influentes na Arquitetura Moderna internacional. Foi pioneiro na exploração das possibilidades construtivas e plásticas do concreto armado. Seus trabalhos em edifícios públicos e privados são conhecidos para todos e estão distribuidos en ordem cronológica no site do arquiteto.

Como todo bom arquiteto, Oscar Niemeyer considera os projetos de móveis parte fundamental da composição arquitetônica. Foi um dos pioneiros no design de móveis no Brasil. Projetou o mobiliário do Palácio da Alvorada, o da Sede do Partido Comunista Francês e alguns móveis em parceria com a filha, na década de 1970. Os móveis de Niemeyer foram expostos em diversos museus brasileiros, salões e feiras internacionais. Modernos por natureza, sofás, cadeiras e espreguiçadeiras trazem curvas típicas de sua obra usando madeira, palhinha e couro.

Veja alguns exemplos:

Design e conforto unem-se na linha de móveis assinados pelo arquiteto Oscar Niemeyer. A linha é composta por 14 itens, incluindo esta Cadeira de Balanço, feita de madeira, palhinha e couro. A peça é comercializada em pequena escala, ao preço de R$ 38.500,00

Poltrona Easy Chair. Um par de poltronas teria sido leiloado por US$ 36 mil pela Sotheby’s.

Foto de Fellipe Bryan Sampaio mostra a Mesa do Salão Oval do Palácio do Planalto onde os ministros se reúnem para discutir as decisões do governo. São 38 lugares e uma cadeira principal do presidente da República. O móvel é de “madeira especial em formato ‘U’, com módulos de saída para microfones, revestimento externo em folha de madeira wengue natural, internamente revestida em folha de madeira curupixa, acabamento com fundo em poliuretano.

O Palácio do Planalto é repleto de peças “históricas’ assinadas por Neimeyer. Apesar da refonrma (necessária) de mais de um ano, o Palácio conservou suas peças originais. Confira no vídeo como ficou.

Sérgio Rodrigues

“No final dos anos 40, ainda na faculdade de Arquitetura no Rio de janeiro, percebeu que a arquitetura brasileira vivia um grande momento”. Faltava ao mobiliário a mesma identidade nacional que tínhamos conquistado na arquitetura”, conta. Ao lado de mestres como Joaquim Tenreiro e José Zanine Caldas , Sergio vem tornando o design brasileiro conhecido internacionalmente. Enquanto Tenreiro , com seus móveis sóbrios, foi o precursor na busca de um novo estilo, Zanine arrancou da madeira todo seu potencial expressivo e Sergio Rodrigues desenvolveu uma ampla experiência de produção, procurando pensar o Brasil pelo design.

“Em 1955, fundou, em Ipanema, Rio de Janeiro, a Oca, marca que, por duas décadas, foi referência de móvel moderno no Brasil. Buscando uma linguagem própria, ele lançou mão de materiais tradicionais, como couro, palhinha e o jacarandá.”

“a arquitetura em que o planejamento do espaço interno não foi estudado adequadamente não é arquitetura, é escultura .”

Conheça suas peças mais famosas:

Da prancheta de Rodrigues nasceu a Poltrona Mole em 1961. Desafiado pelo amigo e fotógrafo Otto Stupakoff a conceber um sofá que lembrasse as almofadas de um sultão, ele desenhou um produto que o tempo transformaria em um clássico.

Poltrona Oscar. Desenhada em 1956 em homenagem ao gênio Oscar Niemeyer.

Poltrona Diz desenhada em 2002. O móvel foi escolhido por unanimidade pelo júri do Museu da Casa Brasileira, e levou o 1° lugar da 20° Edição do Prêmio Design. É uma peça extremamente confortável e bonita, qualquer que seja o ângulo de visão.

Cadeira Katitia. Desenhada em 1997 foi baseada na cadeira DAAV

Mesa Jua. Desenhada em 2004 também é disponível uma opção com tampo em vidro.

A Chifruda. Está em exposição em Nova York, na Galeria Espasso, à venda por US$ 20.000 (em tono de R$ 34.000,00)

Quer conferir as outras obras de Sérgio Rodrigues? Todas estão disponíveis no site da Lin Brasil.

Em entrevista para revista Época, Rodrigues conta que pretende lançar uma linha de móveis populares para ser vendida em larga escala. “Sempre tentei criar móveis para satisfazer o corpo e a alma”, diz o arquiteto, hoje com 73 anos. “Agora, penso no futuro. Ainda não posso revelar o nome da revendedora”, desculpa-se. “O negócio pode desandar.”

Autor do post

avatar
Esme Rodrigues

Nasci junto com a Modernidade Móveis e da necessidade desta.

Mais da mesma

1 Comentário

  • 1 Tamires | 30 de junho de 2011 às 19:41

    Olá, gostaria de entrar em contato com você a respeito de uma idéia de um móvel, se tiver e for possível, teria como passar msn ou qualquer outro meio pela qual nos comunicássemos melhor? Pode me mandar por email ([email protected]) ou pelo meu blog (byfdf.blogspot.com).

    Agradecida!

    Responder comentário