Modernidade Móveis

Clássicos, Modernos e Contemporâneos

Nobre Madeira

26 de dezembro de 2008 | Categoria: Decoração Temática · Projetos| 4 Comentários

Trabalhada com cuidado, para dar origem a móveis e revestimentos exclusivos, a madeira é capaz de deixar qualquer ambiente muito mais elegante. Veja idéias interessantes de arquitetos para colocar essa preciosidade natural com muito estilo dentro de casa

Tanto quanto o ouro e o petróleo, a madeira é uma das maiores riquezas brasileiras. Tanto que, ao ser batizado pelos navegadores portugueses, o país acabou ganhando parte do nome do pau-brasil – àrvore de cor avermelhada extraída às toneladas na época do descobrimento e usada no tingimento de tecidos que seriam comprados pela rica burguesia européia.

Outras espécies bastante valiosas, como cedro e mogno, ainda hoje são encontradas em grande quantidade na floresta amazônica, apesar do desmatamento. Para entender a cobiça sobre a madeira brasileira basta pensar nos ambientes de uma casa: em qual deles não faz falta um belo trabalho de marcenaria sob medida? O cheiro, a textura e as cores de variedades como imbuia, freijó, peroba e tantas outras utilizadas para fazer móveis personalizados são únicos e encantam tanto moradores quanto visitantes. Mas, é bom lembrar, só vale ter tamanha riqueza em casa se a origem do material for certificada e a extração não causar danos ao meio ambiente.

É comum arquitetos e decoradores lançarem mão desse nobre material quando desejam projetar ambientes acolhedores. Desenham móveis, painéis, prateleiras e contam com marcenarias especializadas na execução de curvas e encaixes perfeitos. O resultado final costuma ser uma mistura muito bem acabada de sofisticação, funcionalidade e exclusividade. Veja nas próximas páginas dez projetos que se transformaram a partir do uso criativo da marcenaria.

Bom desenho, aliado à iluminação cenográfica, cria visual impactante

Sala de vanguarda
Ao se mudar para o apartamento duplex, um jovem casal de executivos do mercado financeiro desejava decorá-lo com as últimas tendências das mostras de decoração. Diante desse pedido, a arquiteta Vânia Gianfratti e o engenheiro Eduardo Barcelos criaram um projeto que envolveu uma ampla reforma, substituindo paredes e projetando um mobiliário útil para a vida real. A imbuia ebanizada foi escolhihda para construir o painel com iluminação cenográfica  com nichos para a tevê, equipamentos do home theater e até a lareira a gás. Em uma das paredes há nichos para objetos de arte e decoração, valorizados pela iluminação especial montada pela Carzig. Para impactar qualquer visitante, a arquiteta também desenhou um painel laqueado branco e deu-lhe iluminação especial.

Tudo escondido
No apartamento de um jovem casal sem filhos, o grande painel de madeira peroba-do-campo, executado pela marcenaria Madeira Brasil, guarda a tevê e todos os equipamentos do home theater, deixando-os completamente escondidos quando as portas se fecham. Projetado pela arquiteta Jaqueline Frauches, o conjunto foi feito para harmonizar com o piso de madeira que já existia no living de 63m², mas com uma cor mais escura. Na concepção do projeto, a profissional ainda conseguiu fazer uma integração com a própria porta de entrada, que fica um pouco mais recuada, criando um cenário único. No teto, o telão pode ficar recolhido e descer apenas quando os moradores desejarem ver filmes e shows, que tanto gostam. Os estofados, são grandes e confortáveis para deixar o local mais utilizado da casa ainda mais gostoso.

JOMAR BRAGANÇA

Integração e organização garantidas
No apartamento de um casal que gosta de música e aparelhos de som, o móvel desenhado pela arquiteta Marina Bonini e executado pela Segatto deixou os CDs e DVDs mais organizados, sem perder um estilo despojado na decoração. Feito de carvalho, o painel cobre toda a extensão de 7m da parede com nichos para todos os equipamentos e prateleiras de correr, com espaço para as caixinhas. De tom mais escuro, a bancada que chega até a cozinha contribui para uma integração mais harmoniosa entre os dois ambientes, e ainda deixa espaço para os objetos decorativos que os moradores sempre trazem das viagens que fazem juntos. Para o máximo de conforto na hora de curtir um show na tevê, a arquiteta escolheu o sofá e a poltrona estofada de Sérgio Rodrigues.

JOMAR BRAGANÇA

Tudo no lugar certo
O living de 50m² decorado pela arquiteta Maricy Borges é um exemplo de como espaços sóbrios e discretos podem ficar também muito aconchegantes para receber os amigos e a família. Para que isso acontecesse, ela apostou em um revestimento de carvalho composto para unificar o acabamento de toda a sala. Na lareira de mármore (Cia do Mármore), o painel também funciona como uma maneira de deixar a porta de entrada mais suave e discreta. Uma moldura bem acabada serve de contraponto para fazer a divisão entre o living, onde ficam o sofá   a cadeira e a sala de jantar, equipada com a mesa .  Já no home theater, o painel feito sob medida deixa todos os equipamentos e a tevê em seus devidos lugares com nichos especiais para os objetos de decoração.

Móvel-surpresa
Beleza e funcionalidade formam uma só qualidade no móvel bar desenhado pela arquiteta Simone Tasca e executado pela Blanco Design com MDF de acabamento branco. Ele é o astro principal no living integrado ao jantar em que predomina o branco e se sobressaem pequenos detalhes valorizados pela cor de freijó natural. Construído com um nicho quadrado central, onde algumas garrafas e taças ficam expostas, o móvel parece ser extremamente simples quando fechado. Contudo, quando as portas se abrem, existe ali um bar inteiro, com espaço para guardar copos e taças e ainda uma eficiente bandeja que corre sobre trilhos. Para quebrar um pouco da monocromia, o freijó também aparece na bancada para lanches e refeições rápidas. A mesa totalmente branca, com cadeiras mantém a proposta de ter um ambiente amplo e bem organizado, com peças contemporâneas e de alto padrão no acabamento.

FOTOS: CADU RIBEIRO

Painel multifacetado
O apartamento com apenas um quarto comprado por um jovem de 25 anos, que gosta de receber os amigos para jogar videogame e assistir a filmes, precisava de mais espaço na sala de estar. Disposta a montar um ambiente amplo e confortável, a arquiteta Carolina Travaglini, responsável pelo projeto, derrubou a parede que separava o quarto do living, criando espaços integrados e ao mesmo tempo independentes por meio de um painel de freijó com sistema giratório (Don Artesano), que permite virar a tevê para os dois lados. Os fios ficam escondidos dentro do painel e são ligados à tomada no chão. Para unir espaços tão diversos sem desconfigurar o apartamento, a profissional precisou também planejar cuidadosamente a escolha dos móveis com o tamanho certo.

Curvas joviais
No quarto de um adolescente de 17 anos, os móveis desenhados pela arquiteta Ana Luísa van Erven (executados pela Technosystem) têm bordas arredondadas para dar mais leveza e uma atmosfera jovem ao local em que o garoto vai estudar e receber os amigos. A bancada com gavetas, a estante com espaço para organizar os CDs e DVDs e o carrinho em que ficam a tevê e o home theater foram feitos com pinho americano, para que a cor combinasse com a cama e a cadeira giratória que já existiam. Já as prateleiras e estantes para livros ganharam acabamento ebanizado a pedido do jovem. A cor preta aparece ainda em detalhes nos puxadores e no futon, que possui quatro assentos e dois encostos e pode tanto ser utilizado como sofá quanto como cama, quando o hóspede for ficar por mais algum tempo. Ao lado da cama ou sobre a bancada, as luminárias Tolomeo  oferecem a luminosidade ideal para os estudos ou uma boa leitura antes de dormir.

Apoio para a iluminação
Quem olha para o teto deste quarto planejado pela arquiteta Fernanda Quelhas percebe logo que não entrou em um lugar convencional. O que reina no ambiente de aproximadamente 40m² é uma atmosfera de muito aconchego, criada pelas prateleiras e o mobiliário feitos de imbuia e laca branca  que, revestidas de papel de parede de seda floral, ganharam iluminação indireta por trás (Bona Luce) e luminárias de leitura . Assim, os pontos de luz tradicionais puderam ser eliminados, valorizando a decoração. Na divisão para o closet e o banheiro, a arquiteta lançou mão de painéis de alumínio com vidros coloridos foscos (Cinex) que correm sem a necessidade de colocar trilhos no chão. Por ser um espaço íntimo, em que convidados e amigos não terão acesso com tanta freqüência, Fernanda teve a liberdade de escolher acabamentos mais delicados, como os estofados e poltronas .

FOTOS: LEANDRO FARCHI

Transcrição: Esme Rodrigues

Fonte de matéria: Dcasa

Autor do post

avatar
Esme Rodrigues

Nasci junto com a Modernidade Móveis e da necessidade desta.

Mais da mesma

4 Comentários

  • 1 Jéssica | 30 de dezembro de 2008 às 16:13

    Parabêns pela as matérias estão perfeitas …

    Um grande Abraço!!

    Jéssica….

    Responder comentário

    Resposta de Esme

    Olá Jessica!
    Amamos seu comentário.
    Obrigada pela gentileza.
    Beijos mil!!!
    Esme Rodrigues

    Responder comentário

  • 2 Edvaldo | 13 de fevereiro de 2009 às 17:53

    Fantastico, os projetos. Adoro a combinacao de madeira na decoracao, eh exclusivo, elegante e sofisticado.

    Responder comentário

    Resposta de Louise

    Que bom que você gostou Edvaldo!
    Também adoro projetos com madeira.
    Em breve vamos colocar um closet de madeira e vidro que é de arrasar!!

    Responder comentário