Modernidade Móveis

Clássicos, Modernos e Contemporâneos

Portas como Painéis

16 de dezembro de 2008 | Categoria: Atualidades · Decoração Temática| 15 Comentários

Esqueça as tradicionais dobradiças e maçanetas. Para melhorar a utilização, facilitar a integração dos espaços e ao mesmo tempo valorizar a decoração da casa, as portas de correr têm ganhado cada vez mais espaço.

A sala ampla, onde ficam o sofá e um aparador de madeira que serve de apoio para o bar, até tinha espaço de sobra para comportar uma porta tradicional de grandes dimensões, que fizesse a divisão com a suíte montada para um casal mineiro. Em vez dela, no entanto, a arquiteta Gláucia Britto escolheu uma porta de correr rústica feita de madeira de demolição, para ser colocada no vão aberto. Suspensa por roldanas, ela corre por um trilho de aço aparente que combina com o estilo visual criado pelas vigas de madeira atravessadas no alto da casa para fazer a sustentação do telhado, também à vista de todos. “A porta fica totalmente interna, então não há perda de espaço na sala do home. E funciona para dar privacidade ao quarto, quando ela fecha”, afirma Gláucia. A verdade é que, mais do que um estilo, as portas de correr mudaram a maneira como dividimos e vivemos na casa.

A utilização desse tipo de porta tem crescido em projetos de arquitetura de interiores preparados para moradores jovens e mais despojados. Muito por questões estéticas, mas também porque otimiza a utilização de espaços internos em casas e apartamentos cada vez menores. “As moradias diminuíram de tamanho e aproveitar melhor os espaços é fundamental. Então, por isso, as portas de correr são um recurso que tem sido bastante procurado. Algumas pessoas de faixa etária mais velha ainda têm um pouco de preconceito, confundem com portas sanfonadas, mas entre os jovens é quase sempre uma opção”, afirma a arquiteta Isabel Konder Comparato.

A cozinha e a sala de jantar ficam próximas, quase unidas, mas podem ser separadas sempre que o gourmet quiser um pouco mais de privacidade para cozinhar. O que garante esta flexibilidade no ambiente é a porta deslizante de madeira feita de laminado tonalizado. A peça, projetada pela arquiteta mineira Ana Paula Rolfs, possui uma folha fixa do lado esquerdo e outras três que correm independentemente por trilhos fixos no teto e embutidos no forro de gesso. A grande vantagem é que, quando a casa está cheia de convidados para uma festa, a passagem fica livre para circulação. Do lado esquerdo, uma porta de vidro também corre em trilhos para permitir a saída para a área de lazer do lado de fora.

Além dos benefícios no arranjo interno, outro ponto a favor das portas de correr diz respeito ao material do qual são feitas. Elas podem ser de madeira maciça, MDF, vidro e até de resina. Cada tipo é indicado para uma situação diferente. As de vidro, por exemplo, funcionam muito bem para fechar cozinhas utilizadas com freqüência. As de madeira natural criam um cenário mais acolhedor e casam bem com salas de home theater e closets.

A versatilidade é outra característica importante apontada pelos arquitetos. As portas de correr podem ser montadas isoladamente ou ter folhas independentes, permitindo a composição de diferentes situações, em que a passagem fica totalmente ou parcialmente livre. “Assim, existe uma flexibilidade muito grande. Em uma cozinha, por exemplo, o gourmet pode deixar tudo aberto ou apenas uma parte para passagem até a sala de refeições, preservando o restante da casa fechado”, comenta a arquiteta Ana Paula Rolfs. Além disso, é possível criar conjuntos que alteram o tamanho de dois ambientes diferentes. Foi o que fez Isabel em uma casa na qual duas portas formam um ângulo de 90°. Quando estão abertas, a sala de jantar fica em destaque, mas quando elas se fecham é o home theater que ganha um espaço a mais para comportar a família e os amigos na hora do filme.

Três dias de ajustes e muito trabalho. Foi isso o que demorou para ficar pronto o sistema montado pela arquiteta Isabel Konder Comparato com duas portas de correr para separa o home theater da sala de jantar em uma casa na cidade de São Paulo. Quando as duas estruturas se fecham, formam um ângulo de 90º, como se fossem uma parede, oferecendo total discrição. Conta para isso o fato de elas terem sido feitas com MDF pintado de branco e, em vez de puxadores, terem apenas pequenas entradas para o apoio da mão. Cada porta tem 2,65m de altura e se move por meio de trilhos colocados no teto e um pino-guia na parte de baixo. Quando abertas, elas integram o home theater à sala de refeições, deixando a casa mais ampla. Quando está fechada, o ganho de espaço se dá dentro do ambiente destinado ao lazer e relaxamento, com uma versatilidade nem sempre comum no mundo da decoração.

Para separar as salas de jantar e de almoço em um apartamento de alto padrão, a arquiteta Fernanda Marques criou uma porta de correr discreta e minimalista, dividida em quatro folhas simétricas de madeira freijó. As áreas podem ser unidas quando é preciso ter mais espaço para os amigos, mas também não perdem espaço útil quando o desejo dos moradores é promover uma reunião mais íntima. As divisórias se movem por meio de um trilho instalado no forro de gesso. Para valorizar detalhes, como o aço dos objetos e as cadeiras tramadas, as portas são retas e não possuem puxadores. Uma novidade são os painéis de mármore polido utilizados para revestir as paredes e a iluminação pontual colocada no piso.

fotos: Jomar Bragança
No espaço de lazer projetado pela arquiteta Gláucia Britto para um casal mineiro, a porta de correr de madeira de demolição se transformou numa aliada para aumentar o espaço útil na sala do home theater Além dos estofado e dos equipamentos de áudio e vídeo, a profissional conseguiu ter espaço para montar um bar com adega. A porta corre por trás dele, sem a necessidade de ter um vão livre para sua abertura. O sistema de roldanas fica aparente de propósito e complementa a decoração despojada, iniciada com a decisão de deixar à mostra as vigas de madeira que sustentam o telhado. Quando a porta é fechada, garante privacidade a uma suíte montada para os moradores e, ao mesmo tempo, conforto acústico satisfatório para quem está no sofá relaxando em frente à televisão.

PREPARAÇÃO DA CASA
Instalar portas de correr em casa é praticamente impossível sem a ajuda de um arquiteto que desenhe e planeje a configuração do espaço. Depois, é preciso contar com uma boa marcenaria para executar o serviço. “Para montar as portas que se unem no home theater, demorou três dias. São necessários muitos ajustes e a mão-de- obra precisa ser qualificada”, conta Isabel. Por fim, ainda há a questão do preço, em média 30% mais caro que uma porta tradicional, por conta da construção do trilho no teto – se a porta corresse pelo chão, o risco de acidentes seria grande – e ampliação do vão de passagem.

Pensar nisso desde a construção é o ideal, mas nem todas as construtoras modificam a configuração de apartamentos. Finalmente, para que a combinação fique realmente bonita, é sempre bom respeitar indicações de profissionais. As portas devem ter, no mínimo, 90cm de largura e a altura deve acompanhar o pé-direito da casa. Os trilhos com roldanas só devem ficar aparentes quando o projeto seguir uma linha mais descontraída e informal – em ambientes mais sóbrios, prefira sistemas que ficam escondidos pelo forro de gesso. E capriche na escolha dos materiais e acabamentos mais nobres. Afinal, investir em algo que agrada os olhos e o coração é sempre um bom negócio.

foto: Graziela Widman
Um amplo espaço para refeições integrado à cozinha gourmet do apartamento precisava de uma solução sob medida. A arquiteta Consuelo Jorge planejou, então, portas de MDF pintadas de branco com vidros no meio, que servem para deixar a área fechada na hora de aproveitar um bom filme. Entre os dois ambientes, existe um espaço para refeições rápidas que pode ser acessado também quando a porta de vidro com puxadores de metal está aberta. A otimização do espaço é total e permite uma flexibilidade que de outra maneira não teria sido possível de realizar. Para deixar as estruturas adequadas ao projeto de decoração, a profissional ainda precisou lançar mão de duas soluções distintas. Como ficam em um ambiente mais sóbrio e bem comportado, as portas brancas correm em trilhos escondidos no forro. Já na parte interna, as roldanas e o trilho são de aço inox para combinar com o estilo moderno aplicado à cozinha.

Transcrição: Esme Rodrigues

Fonte de Matéria: Revísta Dcasa

Autor do post

avatar
Esme Rodrigues

Nasci junto com a Modernidade Móveis e da necessidade desta.

Mais da mesma

15 Comentários

  • 1 Apê com luz Cênica | 30 de dezembro de 2008 às 16:57

    [...] o corredor e dois dos três quartos. A suíte ficou com 30 m², incluindo o banheiro, e ganhou uma porta de correr gigante para ser isolada do living quando for necessário. Para reforçar a integração [...]

  • 2 Varandas | Modernidade Móveis | 10 de abril de 2009 às 11:50

    [...] o cantinho ficou mais aconchegante e muito útil. Porém, se a vontade é deixar o quarto fechado, portas de correr de vidro permitem que a privacidade seja mantida. Como um toque final, os toldos brancos garantem [...]

  • 3 PAOLA PORTALEONI | 14 de outubro de 2009 às 21:52

    tenho um projeto e preciso URGENTE de uma porta de correr como painel porfavor entrem em contato (13) 8114-4731 ou 4104-1383

    Responder comentário

    Resposta de Louise

    Olá Paola!
    Retornamos no seu e-mail.
    Att

    Responder comentário

  • 4 Ana | 20 de outubro de 2009 às 8:49

    Ola, gostaria que me enviassem o contato dos fornecedores de portas deslizantes.
    Obrigada! Ana.

    Responder comentário

    Resposta de Louise

    Olá Ana!
    Você pode ter acesso aos fornecedores através do link abaixo.

    http://revistadcasa.uol.com.br/ESDC/Edicoes/19/artigo118124-1.asp

    Atenciosamente

    Responder comentário

  • 5 marcia pereira miller | 28 de outubro de 2009 às 14:02

    preciso separar um quarto de solteiro da sala de jantar, estou pensando em colocar porta de madeira deslizante, gostaria de umas dicas. obrigado.

    Responder comentário

  • 6 Janete Oliveira | 8 de abril de 2010 às 13:20

    Há algum representante comercial no Rio de Janeiro, para contatos e orçamentos ?

    Responder comentário

    Resposta de Louise

    Olá Janete!
    Respondemos no seu e-mail.
    Atenciosamente

    Louise Carvalho

    Responder comentário

    Resposta de Louise

    Olá Janete!
    Respondemos no seu e-mail.
    Att

    Louise Carvalho
    http://www.modernidadmoveis.com

    Responder comentário

  • 7 vera siqueira | 21 de agosto de 2010 às 22:08

    favor informar representantes na cidade do rio de janeiro.
    obrigada

    Responder comentário

  • 8 Cristiana Ferrari | 7 de maio de 2011 às 12:44

    Olá, gostei muito das cadeiras vermelhas da primeira foto, gostaria de saber onde posso encontra-las. Obrigada!

    Responder comentário

    Resposta de Esme Rodrigues

    Olá Aparecida!
    Essas cadeiras são as BRNO barra chata, popularmente conhecidas como Bruno.
    Você encontra aqui mesmo na Modernidade Móveis. Link abaixo:
    http://www.modernidademoveis.com/2008/03/cadeira-bruno/
    Quaisquer dúvidas estamos á sua inteira disposição.
    Atenciosamente.
    Esme Rodrigues

    Responder comentário

  • 9 Alvaro | 25 de setembro de 2011 às 15:43

    Olá,
    Por favor, gostaria de contato de fornecedores de portas deslizantes em São Paulo.
    Muito obrigada,
    Alvaro

    Responder comentário

  • 10 Leninha Muniz | 4 de março de 2012 às 12:40

    Peciso fazer uma porta dividindo a sala de estar e jantar do home. gostaria de saber se essa deve ser de madeira ou branca. ela tem de combinar com as outras portas?Tem tambem uma adega de madeira , ela tem de ser de madeira igual?tenho tambemum lavabo que dá para o living e ao lado da porta principal, como faço tem d ser tudo igual , eu pensei em colocar uma porta de correr que fosse disfarsado tipo um painel. Por favor me responda para tirar essas dúvidas.
    Obrigada
    Leninha

    Responder comentário